O Banco de Alimentos de Campinas é um equipamento de Segurança Alimentar e Nutricional do município de Campinas, criado através lei municipal n° 11.420/02 e modernizado através da LEI Nº 15.912, DE 18 DE JUNHO DE 2020, e sua operacionalização é fruto de Convênio celebrado entre o município de Campinas, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos - SMASDH e as Centrais de Abastecimento de Campinas – CEASA. 

 

MISSÃO E OBJETIVO DO BANCO DE ALIMENTOS DE CAMPINAS 

O principal objetivo é o combate ao desperdício de alimentos, através da coleta e acondicionamento de alimentos doados por estabelecimentos comerciais, industriais e pessoas físicas, e distribuição a entidades, associações, institutos e fundações que os destinem a pessoas em vulnerabilidade social. 

 

O Banco de Alimentos, em situações de desastre e calamidade pública, tem como objetivo realizar campanhas de arrecadação de alimentos com os parceiros e a sociedade para ampliar a oferta de alimentos às famílias em vulnerabilidade. 

 

CENTRAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL 

Para garantir a realização do Direito Humano à Alimentação Adequada enquanto durar a pandemia de Covid-19, os equipamentos de Segurança Alimentar e Nutricional estão operando uma grande campanha de doações de alimentos, produtos de higiene e limpeza em parceria com o Transforma Campinas e o Exército, e diversos outros parceiros doadores.  

 

Para isso o Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional (DSAN) da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, está articulando e gerindo a execução de uma Central para coordenar a captação, a distribuição e prestação de contas das doações nesse período. 

 

O trabalho vem sendo executado juntamente ao Banco de Alimentos, que está realizando a captação e distribuição de alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza, e o Instituto de Solidariedade em Programas de Alimentação (ISA), organização da sociedade civil mantida pelos permissionários da CEASA Campinas, que faz a captação de produtos não comercializados e continua realizando a captação e distribuição de hortifrutis. O objetivo é que os dois equipamentos executem essa ação em consonância, para que complementem as cestas que serão enviadas às instituições com o maior número de produtos e variabilidade de gêneros para atender as necessidades das famílias. 

 

Para saber mais sobre cadastro e outras informações da Central de Segurança Alimentar e Nutricional, clique aqui.  

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now